Bienal Desenho

I Bienal Almada (peq).jpg

A Bienal de Desenho de Almada-Prémio de Desenho Pedro de Sousa organizada pela Imargem-Associação dos Artistas Plásticos do Concelho de Almada com o apoio da Câmara Municipal de Almada, tem como objectivo incentivar, promover e divulgar actividades de criação artísticas no âmbito das artes plásticas, mais precisamente no desenho.

Este prémio é aberto à participação de todos os artistas nacionais e estrangeiros residentes em Portugal com mais de 18 anos. O Prémio Pedro de Sousa (Prémio Aquisição) é atribuído pela Câmara Municipal de Almada e tem o valor de 1.000,00 €.

BIENAL DESENHO ALMADA 2016

 

Pedro de Sousa

Nasceu em Lisboa a 7 de Agosto de 1950. Entre 1968 e 1970 frequentou o primeiro e segundo ano do curso de Arquitectura da ESBAL. Em 1975, em Paris, concluiu o “Diplôme Superieur d’Art Plastique” da ENSBAP. Estudou pintura no atelier Zavarro e desenho e gravura com Michel Carrade e I .P. Marchadour. Foi professor efectivo das escolas das Cavaquinhas, no Seixal e D. António da Costa, em Almada. Entre 1990 e 1993 foi equiparado a professor adjunto na Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha Instituto Politécnico de Leiria onde leccionou, as cadeiras de Artes Plásticas e Tecnologia da Pintura dos 1º e 3º anos. Em 1993/1994 foi professor no pólo de Caldas da Rainha ESEL.
Em 1982 esteve entre os fundadores da IMARGEM- Associação de Artistas Plásticos do Concelho de Almada. Das exposições colectivas em que participou podemos destacar as seguintes: Les jeunes artistes des Beaux Arts exposent, Paris 1975; IMARGEM, 1982, 1983, 1984; Artistas Plásticos Almadenses, Sines 1987; 1ª Exposição Anual de Arte Moderna de Lagoa, 1989; Bienal de Gravura da Amadora, 1992 (aquisição de obra) ; V Bienal de Escultura e Desenho de Caldas da Rainha, (menção honrosa em desenho), 1993. A Fundação Calouste Gulbenkian subsidiou-lhe um projecto individual na área do desenho. A sua obra foi referida por Mário de Oliveira em Pedro de Sousa e o Hiperrealismo Subjectivo; no jornal O País; por Rob Small, na revista Algarve Magazine e por Rui Mário Gonçalves no Jornal de Letras. Faleceu a 16 de Agosto de 1994.
Anúncios