Bienal Desenho 2016

I Bienal Almada (peq).jpg

A Bienal de Desenho de Almada “Prémio de Desenho Pedro de Sousa” organizada pela Imargem-Associação dos Artistas Plásticos do Concelho de Almada com o apoio da Câmara Municipal de Almada, tem como objectivo incentivar, promover e divulgar actividades de criação artísticas no âmbito das artes plásticas, mais precisamente no desenho.

Este prémio é aberto à participação de todos os artistas nacionais e estrangeiros residentes em Portugal com mais de 18 anos. O Prémio Pedro de Sousa (Prémio Aquisição) é atribuído pela Câmara Municipal de Almada e tem o valor de 1.000,00 €.

Regulamento e Ficha de Inscrição

No passado dia 4 de Agosto, reuniu o Júri da I Bienal de Desenho de Almada-Prémio Pedro de Sousa 2016, integrando os seguintes elementos: Ana Isabel Ribeiro, Directora da Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea, Alexandre Grave, Membro da direcção e coordenador de Desenho da Sociedade Nacional de Belas Artes e Francisco Bronze, artista plástico e membro fundador da Imargem. O Júri constatou a participação de 233 desenhos de 133 artistas de todo o país. Após análise das obras a concurso seleccionou 20 obras para a exposição da Bienal de Desenho de Almada, dentre as mesmas será escolhido, pelo júri, o Prémio Pedro de Sousa e as Menções Honrosas.

ACTA REUNIÃO DO JÚRI (selecção obras para exposição)

EXPOSIÇÃO I BIENAL DE DESENHO DE ALMADA integra as obras seleccionadas pelo júri e desenhos do artista Pedro de Sousa e irá decorrer de 17 de Setembro a 23 de Outubro na Sala dos Arcos do Solar dos Zagallos em Almada. 

Convite 1 Bienal Desenho Almada

Artistas seleccionados: Aurélio Mesquita, Daniela Nunes, Engrácia Cardoso, Flávio Delgado, Francisco Palma, Frederico Almeida, Henrique do Vale, João Barroca INÁCIO, João Miguel Ramos, José Renato Luís, Manuel Rodrigues Almeida, Maria Dâmaso, Mariana Alves, Miguel Teodoro, Mónica Garcia, Nathalie João, Pedro Cunha, Rui Silvares, Rui Tavares e Sónia Godinho

CATÁLOGO EXPOSIÇÃO I BIENAL DESENHO ALMADA em PDF

CATÁLOGO EXPOSIÇÃO I BIENAL DESENHO ALMADA  no ISSUU

Pode consultar fotografias da Entrega de Prémios e Inauguração da Exposição

********************************************

PRÉMIO PEDRO DE SOUSA 2016 e MENÇÕES HONROSAS

ACTA REUNIÃO DO JURÍ 

PRÉMIO PEDRO DE SOUSA 2016

PRÉMIO PEDRO SOUSA 2016 - Mónica Garcia, Abrigo, 2013.jpg

MÓNICA GARCIA, Abrigo (2013), Carvão e Borracha Miolo de Pão s/Papel, 83.6×59.2cm

MENÇÃO HONROSA

MENÇÃO HONROSA -Daniela Nunes, Duas Vistas II, 2015.jpg

DANIELA NUNES, Duas Vistas II (2015), Caneta s/ Papel, 50x70cm

MENÇÃO HONROSA

MENÇÃO HONROSA - João Barroca INÁCIO, Paisagem #4, 2012.jpg

JOÃO BARROCA INÁCIO, Paisagem #4 (2012), Grafite s/ Papel Cla, 50×70 cm

********************************************

Pedro de Sousa

Nasceu em Lisboa a 7 de Agosto de 1950. Entre 1968 e 1970 frequentou o primeiro e segundo ano do curso de Arquitectura da ESBAL. Em 1975, em Paris, concluiu o “Diplôme Superieur d’Art Plastique” da ENSBAP. Estudou pintura no atelier Zavarro e desenho e gravura com Michel Carrade e I .P. Marchadour. Foi professor efectivo das escolas das Cavaquinhas, no Seixal e D. António da Costa, em Almada. Entre 1990 e 1993 foi equiparado a professor adjunto na Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha Instituto Politécnico de Leiria onde leccionou, as cadeiras de Artes Plásticas e Tecnologia da Pintura dos 1º e 3º anos. Em 1993/1994 foi professor no pólo de Caldas da Rainha ESEL.
Em 1982 esteve entre os fundadores da IMARGEM- Associação de Artistas Plásticos do Concelho de Almada. Das exposições colectivas em que participou podemos destacar as seguintes: Les jeunes artistes des Beaux Arts exposent, Paris 1975; IMARGEM,1982, 1983, 1984; Artistas Plásticos Almadenses, Sines 1987; 1ª Exposição Anual de Arte Moderna de Lagoa, 1989; Bienal deGravura da Amadora, 1992 (aquisição de obra) ; V Bienal de Escultura e Desenho de Caldas da Rainha, (menção honrosa em desenho), 1993. A Fundação Calouste Gulbenkian subsidiou-lhe um projecto individual na área do desenho. A sua obra foi referida por Mário de Oliveira em Pedro de Sousa e o Hiperrealismo Subjectivo; no jornal O País; por Rob Small, na revista Algarve Magazine e por Rui Mário Gonçalves no Jornal de Letras. Faleceu a 16 de Agosto de 1994.